Os queijos das regiões produtoras possuem características próprias que lhes conferem uma identidade regional, em função da altitude, temperatura, tipo de solo, pastagem e umidade relativa do ar. São aspectos que favorecem o desenvolvimento de determinados micro-organismos no processo biológico de sua produção e maturação. As condições naturais e o saber fazer característico de cada região dão ao Queijo Artesanal uma identidade própria, de acordo com o local onde é fabricado.
O Queijo Artesanal mantém as características de produção artesanal, utilizando mão-de-obra familiar, não permitindo a produção em alta escala, nem com leite pasteurizado. Além de valorizar a identidade sociocultural do Estado, a atividade é a principal fonte de renda para cerca de 30 mil pequenos produtores, em aproximadamente 600 municípios mineiros.